ATENÇÃO!

Todos os textos aqui presentes são da minha autoria à excepção daqueles cuja FONTE é devidamente indicada.
Não copie sem indicar a devida fonte "Essência da Magia" ou o devido Link.

All rights reserved, please do not copy my writings except those whose source is present.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Lição 7 - O Altar

Lição nº 7
Sumario: O Altar


Fotografia com direitos de autor

O altar é algo muito comum, nós construímos um logo em crianças, embora não nos apercebamos de imediato.
Logo após encontrarmos um lugar que chamamos de "nosso" começamos a criar o nosso altar e comunicamos com forças ocultas exteriores positivas, que julgamos ser fonte da nossa imaginação.

O que acontece a seguir é que crescemos e criamos sentimentos maus como o "preconceito" do que somos e a vontade imensa de crescer acabando por nos desconectarmos, esquecendo por completo o mundo que criamos.

O altar não vai aumentar o poder de ninguém. O poder já se encontra dentro de nós, ele apenas vai facilitar o contacto.

Todos nós possuímos altares... Eles estão nas clareiras solitárias das florestas e parques, nos jardins cheios de flores, na cozinha dos nossos avós que cozinham todas as refeições, no nosso quarto coberto de música e cor, na praia junto ao mar, nas igrejas, na colina ao pôr-do-sol, na sala escura com a lareira acesa...

Os altares estão em todo o lado - são encontrados acidentalmente por nós mesmos - são sítios que nos atraiem a todos mas de diferentes maneiras, e que nos dão vontade de dançar, cantar, falar sozinhos/as, ou simplesmente permanecermos sentados a olhar para o vazio...
Eles servem para nos ajudar em vários assuntos, como:

- Encontrarmos, conhecermos e compreendermos a nós mesmos;

- Aumentarmos a nossa fé;

- Sentirmo-nos bem com tudo;

- E o mesmo ao que se encontra à nossa volta (na nossa vida)



Mas como não podemos estar sempre nesses sítios, é possível e mais fácil sermos nós próprios a construir o "altar".
Os antigos chamavam-lhes de "altar dos Deuses" porque realmente é possível estabelecer contacto com Deus sem ir necessáriamente à igreja.

Não se sinta intimidado pois para construir um altar não é necessária ter muita fé, pois isso é algo que se vai construindo depois do altar...
E áquilo a que chamamos de Deus, poderá chamar de força, matriz, energia.... o que quiser, lembre-se apenas que é algo mais poderoso que você...


Para além do que já foi citado, o altar serve para:

  • Trabalhar consigo mesmo, e com o seu bem-estar interior
  • Trabalhar com forças ocultas positivas ou negativas
  • Trabalhar com as energias
(Opcional)
  • Realizar trabalhos relaccionados com reiki, yoga, meditação, etc.
  • Orar, conversar ou rezar a Deus
  • Realizar rituais, feitiços ou sortilégios

Construir o Altar


Deve sentir que o altar é algo pessoal e inteiramente seu, pois é onde vai focar todas as suas energias e absorver as do cosmos.
É como uma mini-igreja, ou seja, um local sagrado onde poderá estabelecer contacto com o divino.
É fonte de alegria, de paz, é a expressão da sua alma, do seu coração e do seu potencial.

Siga as seguintes regras:

  • Nunca seja arrogante - O poder vem de sí mas isso não faz de sí o seu Criador, e se achar que é superior a tudo só lhe irá trazer problemas para os quais não se encontra preparado
  • Tenha confiança em sí mesmo, não se deixe fragilizar
  • Não trabalhe no altar enquanto esteja doente ou irritado
  • Não trabalhe no altar nas noites de lua nova
  • Não faça nada para prejudicar outrem
  • Não tenha pensamentos negativos sobre o que vai fazer ou durante o seu trabalho
  • Não faça nada por obrigação


Etapas:

  1. Encontre um sítio calmo, que fique localizado a Norte, onde possa colocar objectos
  2. Mantenha esse sítio ligado à natureza (coloque flores, fruta, água ou apenas uma janela aberta perto dele).
  3. Ame a vida, desperte a sua criatividade e deixe a sua criança interior falar
  4. Fique atento às energias que transmite enquanto ainda está a construir o altar
  5. Leia sobre o significado dos objectos e coloque os que quiser, como pedras, cristais, paus de madeira, espelhos, velas, potes com água, pentagramas, etc...
  6. Se estiver a pensar em algum Deus, Deusa, ou identidade mística, ela mesma irá morar no seu altar (tenha cuidado para não pensar em identidades más)
  7. Poderá usar qualquer símbolo que lhe faça sentir bem...
  8. Deverá misturar todos os elementos, o incenso (ar), a madeira ou o pentagrama (terra), velas (fogo) e um pote com água, por exemplo
  9. Evite deixar entrar a negatividade para dentro dele
  10. Nunca substime o seu poder, o de outrem e o do cosmos
(opcional)
  1. Poderá juntar um livro que lhe seja muito importante, como um diário ou até mesmo a bíblia
  2. Para os wiccanos é normal juntar uma vela dourada para Deus e outra prateada para a Deusa
  3. Por necessidade própria, arranje sal marinho e um pote para o colocar, pois todos os objectos têm que ser limpos com sal marinho antes de colocados no altar
  4. Toque o sino antes de iniciar a actividade  
  5. Ouça música que não o distraía
  6. Se o altar for feito no chão, poderá realizar um círculo
  7. Acrescente o que quiser que lhe seja importante como pinturas, fotografias, etc...
Desde que se sinta bem com o mundo e consigo mesma, e não planeie vingar-se ou magoar alguém, não existe regras quanto aos trabalhos wicca no altar.
Pode seguir as instruções de muitos feitiços e rituais mas sentirá um maior efeito quando fizer os seus próprios seguindo apenas a simbologia de tudo no mundo.




Instrumentos


O círculo, o punhal (o athame) e o pentagrama com circulo, servem para absorver energia. O praticante dever-se-á encontrar dentro do círculo ou, se usar o athame, deverá erguê-lo com as duas mãos sobre a cabeça e imaginar as energias a serem sugadas por ele e a escorrerem em forma de luz intensa sobre o nosso corpo.

O sal e a água servem para limpar espiritualmente o nosso corpo e os objectos, que devem ser limpos antes de qualquer experiência. Também serve para proteger o local quando colocados à entrada de algum local, seja porta, arco ou janela.

O pentagrama (estrela de cinco pontas) simboliza a energia da terra e serve para proteger o praticante

O incenso simboliza o elemento ar e serve cada um para vários trabalhos, ele, tal como a música, permanecem no ritual para aumentar a nossa capacidade de meditação e raciocínio no trabalho

As velas servem para invocar o que queiramos, seja o Divino, um espírito, um Ser (como fadas por exemplo), ou demónios e espíritos maus. Sejam eles bons ou maus, todos vêem a luz na escuridão, por isso devemos afirmar logo de início que estão a construir o altar para o Bem, e permanecer sempre com boas energias e fiéis apenas a seres e espíritos bons.


Depois de ter o altar construído poderá realizar qualquer coisa que lhe apeteça desde que venha do coração e que seja sentida positivamente.

Não se preocupe com o seu nível de aptidão ou crença, ele é Seu.




2 comentários:

  1. Eterna, Infinitamente, Agradecido, Grato (Mesmo), a Todos os Benditos: Deuses(as), Divindades, Deidades, por tudo de bom, a mim, por tudo, Sempre a meu favor (e Jamais contra mim)! Peço-Vos, que eu seja, esteja, fique, torne livre, liberto, salvo, total e definitivamente, de todos os meus inimigos, carnais e espirituais (sem exceções, mesmo, mesmo)! Amém! Assim Seja! Assim Se Faça!...

    ResponderEliminar
  2. Agradecimentos, Gratidões (Demais), Graças (Felizmente, Mesmo), por tempo demais, a Todos os Benditos Deuses(as), Divindades, Deidades, Devas! Sempre! Ave, Viva, Salve! Sempre! Por tudo de: bom (bem, ótimo, excelente), a mim, por tudo, Sempre a meu favor (e Nunca contra mim)! Peço-Vos, por favor, que eu tenha: Energias, Forças, Poderes (Demais), por tempo demais, a mim! Pra Sempre (Demais, Definitivamente, Mesmo)! Sempre a meu favor (e Nanja contra mim)! Em breve, logo! Mesmo! Para às minhas, melhores e maiores: Paz, Saúde, Proteções! Mesmo! Eterna, Infinitamente (Mesmo)! Assim Seja (Amém, Oxalá, Tomara)! Assim Se Faça (Sempre, Demais, Mesmo)! E, Jamais (Mesmo) Se Desfaça, E, Nunca (Mesmo) Seja Desfeito!!!...

    ResponderEliminar

Seguidores