ATENÇÃO!

Todos os textos aqui presentes são da minha autoria à excepção daqueles cuja FONTE é devidamente indicada.
Não copie sem indicar a devida fonte "Essência da Magia" ou o devido Link.

All rights reserved, please do not copy my writings except those whose source is present.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

FALSIDADE

FALSIDADE


"Diz-me com quem andas e dir-te-ei quem és..."




ALL LEGAL RIGHTS RESERVED TO ARIL AISLIN

A dependência da sociedade; o acto de sobrevivência e preservação; a subida ao trono através da descida no carácter; a ausência de controlo e auto-estima; o armazém da coragem e da ignorância; a fatalidade do Ser; a tentação hormonal da adolescência e o comando da mente humana; O manto da invisibilidade de quem quer ser visto por todos...

...Quem a tem, nunca saberá...

Tudo tem maior qualidade quando é original, e não está acorrentado à opinião alheia nem precisa de fazer dela escada para subir na vida.

Neste mundo, não podemos pensar com silêncio nem ouvir o barulho dos outros, do mesmo modo que não podemos ouvir o silêncio ou pensar com muito barulho.
Não nos podemos influenciar facilmente pois isso só nos torna insignificantes e reduz as nossas virtudes.
Todas as nossas ideias e interesses têm que ser apenas nossos e nunca poderão ser formados a partir de alguém, eles deverão surgir de nós mesmos.
Esta é uma mensagem para todos os actores que vivem num mundo à parte, criado por eles mesmos aproveitando-se da vitalidade dos outros, umas vezes para subir na vida e outras até mesmo de borla.
E mesmo para aqueles que dizem que não o são, mas acabam por se tornar apenas pelo ambiente à sua volta.


Este é o grande desafio da vida, viver, lutar, vencer e continuar genuínos sem ganhar o vício, a tentação ou o gozo de se aproveitar de um anjo recente na Terra. Uma vez que a mente humana se adapta facilmente a tudo, todos os anjos se envenenam a eles próprios e o mais ignorante de todos, é aquele que nunca chegou a aperceber-se.
Para isso não acontecer não basta conhecer e falar apenas com as pessoas certas, pois elas não existem. É necessário criar uma espécie de Diário onde escrever tudo o que se pensa e criar metas, objectivos e ideais para alcançar sem passar por cima de ninguém.
Depois de estarmos inseridos num grupo ou num projecto, a mente humana abstrai-se de tudo isso para começar a trabalhar noutras metas que surgem.
Então é necessário manter guardado todos os nossos ideais que definem o nosso carácter, para que possamos evoluir de uma maneira justa e honrada.

Viverei no mundo deles, mas…:
- Não julgarei ninguém pela sua aparência
- Não escutarei ofensas a um amigo
- Não manipularei a mente de outrem
- Não roubarei o lugar a ninguém
- Não participarei em conversas sem conhecimento prévio
- Ninguém envenenará a minha opinião nem alterará a minha mente
- Os meus olhos estarão mais abertos que os meus ouvidos e a minha boca será muda
- Confiarei em mim e apenas a mim escutarei
- Subirei na vida sem decorar nomes nem imagens
- Serei humilde, sábia, astuta e frontal
- Se divulgar a minha opinião igual a repetirei e sempre à pessoa em causa
- A amigos nunca esconderei segredos com os seus nomes envolvidos
- A perfeição está presente em todos e, por mim, todos a escutarão
- Nunca deixarei que a minha auto-estima dependa dos outros




Posted by: Aril Aislin

1 comentário:

  1. Realmente é verdade confiança hoje em dia é difícil de se obter.
    Mas existe, ainda á com quem se possa falar.
    Gostei muito deste seu texto, transmite uma má faceta, mas exemplar, ou seja leva-nos a evitar a mesma situação. Obrigado por mostrares as tuas experiencias de vida. E mais uma vez obrigado por ter a paciência de nos tornar fácil a leitura dos seus textos.
    E mais uma vez parabéns. xDDD

    ResponderEliminar

Seguidores