ATENÇÃO!

Todos os textos aqui presentes são da minha autoria à excepção daqueles cuja FONTE é devidamente indicada.
Não copie sem indicar a devida fonte "Essência da Magia" ou o devido Link.

All rights reserved, please do not copy my writings except those whose source is present.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Horoscopo Hindu

FONTE: internet


Horoscopo Hindu

Tal como os Egipcios também a cultura Hindu analisava a personalidade individual de cada um, e o seu potencial. Cada signo tinha um nome diferente e uma época diferente os signos Ocidentais.


15/04 a 15/05 – Mesha
16/05 a 15/06 – Vrisha
16/06 a 16/07 – Mithuna
17/07 a 17/08 – Karka
18/08 a 16/09 – Simha
17/09 a 17/10 – Kanya
18/10 a 16/11 – Tula
17/11 a 16/12 – Vrischik
17/12 a 14/01 – Dhanu
15/01 a 13/02 – Makara
14/02 a 14/03 – Kumbha
15/03 a 14/04 – Mina



Mesha

De 15 de abril a 15 de maio
Deus regente: Mangala (associado ao planeta Marte)

Pedra: Ágata-de-fogo

Números: 1, 19, 118

Palavra-chave: Ação

Áreas em que mais se destaca: Esportes, administração de empresas, publicidade, engenharia, carreira militar, educação física, medicina cirúrgica, política, produção de rádio e televisão.


De acordo com a mitologia hindu, Mangala foi filho de Shiva, o senhor da destruição. Um dia, Shiva estava muito cansado e um gota de suor molhou a terra molhada, surgiu Mangala, um guerreiro incansável que participa das batalhas montado num carneiro branco.

A pessoa nativa de Mesha é ousada, sensual e extrovertida. Costuma agir de maneira impulsiva e não aceita limites à sua liberdade. Esse temperamento altivo está associado a Mangala, o deus regente de Mesha.
Por isso, a pessoa que nasce sob a proteção de Mangala nunca se cansa de lutar. Para atingir seus objetivos, enfrenta qualquer obstáculo com garra e determinação.

Amante dos desafios, aprecia os trabalhos difíceis e costuma se dar bem em cargos de liderança. É ágil, alegre, espontânea e briguenta. Aliás, muitas vezes chega a destruir uma antiga amizade por falar impensadamente.

O nativo de Mesha é também muito irreverente e nutre profundo respeito pelos superiores. Jamais contesta a autoridade dos líderes e é capaz de manter uma disciplina quase militar. Mas não admite injustiças: na sua opinião, um chefe sem discernimento não merece seu respeito.

Em compensação, quando assume um posto de comando, pode se transformar num verdadeiro tirano, que não admite ser contestado e pune de maneira exemplar a menor desobediência.



Vrisha

16 de maio a 15 de junho
Deus regente: Sukra (associado ao planeta Vênus)

Pedra: Esmeralda

Números: 2, 38, 407

Palavra-chave: Posse

Áreas em que mais se destaca: Tecelagem, paisagismo, estética, terapia corporal, arquitetura, administração de empresas, agronomia, medicina veterinária, corretagem de imóveis.


De acordo com a mitologia hindu, Sukra, o deus que rege esse signo, era filho de Brighu, um grande sábio. Depois de cultuar o poderoso deus Shiva durante milênios, Sukra foi agraciado com o dom de ressuscitar os mortos. Mas Sukra usou esse poder e ressuscitou os demônios derrotados pelos deuses do Bem. Irado, Shiva engoliu Sukra e só o libertou depois de derrotar o exército do mal.


O nativo de Vrisha é delicado, sensível e amoroso. Faz possível para agradar as pessoas que ama e se magoa profundamente quando percebe que o carinho dedicado aos outros nem sempre é retribuído.

Esse mito ilustra a ingenuidade da pessoa regida por Sukra. Iludida pelos outros, ela muitas vezes ajuda quem não merece. E, pior ainda, tende a persistir no erro - exatamente como Sukra, que insistiu por muito tempo em ressuscitar os inimigos dos deuses.

Isso significa que, para o nativo de Vrisha crescer. Ela precisa vencer a teimosia e respeitar mais as outras pessoas.

Além disso, esse nativo tem um desafio: selecionar melhor as pessoas com as quais vai se relacionar e ser mais flexível, aceitando as próprias derrotas e admitindo o fato de que em sempre está com a razão.

Quem nasceu sob este signo também se caracteriza pela possessividade, pelo apego aos bens materiais e pela necessidade de segurança emocional.



Mithuna



16 de junho a 16 de julho
Deus regente: Budha (associado ao planeta Mercúrio)

Pedra: Citrino amarelo

Números: 3, 48, 201

Palavra-chave: Razão

Áreas em que mais se destaca: Literatura, turismo, teatro, tradução, vendas, jornalismo, balé, fotografia, psiquiatria, psicologia, telecomunicações, cinema, antropologia, venda de livros.

Na mitologia hindu, Budha, o regente de Mithuna, representa a inteligência e o discernimento. É filho de Átma (a consciência) e Mana (a mente). Elegante e sedutor, Budha usa vestes amarelas e ornamentos dourados. Percorre o céu montado num leão e concede sabedoria aos seus devoto. Graças à sua aparência privilegiada e à sua mente brilhante, Budha conquistou muitos favores dos deuses mais importantes do panteão hindu.

O nativo de Mithuna gosta mesmo é de conversar. Perspicaz, descontraído e sempre bem informado, ele não dispensa um bom bate-papo e se sente realizado na companhia de amigos.

Exatamente como o seu regente, a pessoa nascida sob o signo de Mithuna é irresistível. Esbanja simpatia e consegue tudo o que quer com seu jeito hábil e diplomático.

Tem facilidade para aprender e é tão versátil que pode se dar bem em quase todas as profissões, sobretudo se tiver de lidar com o público.
Com sua aparência meio frágil, meio sapeca, desperta o instinto protetor das outras pessoas - especialmente do sexo oposto.

A família também desempenha há um papel essencial na sua vida.



Karka





17 de julho a 17 de agosto

Pedra: Diamante

Números: 4, 85, 301

Palavra-chave: Emoção

Áreas em que mais se destaca: Pediatria, decoração, assistência social, arqueologia, veterinária, culinária, oceanografia, artes plásticas, dança, música, história, pedagogia, moda.

Soma, regente de Karka, nasceu do sêmen do sábio Atri, que Brahma, o deus criador, recolheu e levou para o véu. Então surgiu Soma, um ser masculino que todas as noites derrama gotas de elixir da vida sobre as plantas, para que elas se desenvolvam. Fonte do nascimento, Soma abençoa as gestantes, as fêmeas e aos filhotes de todas as espécies, as flores em botão e as crianças.

O nativo de Karka é extrovertido é delicado, meigo e gentil.
Possui um acentuado instinto maternal e nutre verdadeira paixão por crianças.

A pessoa de Karka é sensível e dócil Compreende os problemas dos outros e faz de tudo para ajudar.
Tem o dom de se deliciar coma as coisas simples da vida e adora cozinhar, cuidar das planta, decorar a casa.
Quando está infeliz ou aborrecido, o nativo desse signo se torna agressivo e pessimista.

Em muitos casos, corre o risco de afundar numa crise de depressão.

A vantagem é que, de modo geral, sua tendência é deixar a tristeza de lado e voltar a buscar as pequenas alegrias.

Este nativo tem como seu maior sonho: ser possuidor de uma família numerosa, pois isso é o símbolo mais sagrado de felicidade e realização.



Simha


18 de agosto a 16 de setembro

Deus regente: Ravi (associado ao Sol)

Pedra: Rubi

Números: 5, 77, 140

Palavra-chave: Poder

Áreas em que mais se destaca: Direito, magistério, teatro, dramaturgia, fotografia, publicidade, administração de empresas, comércio, estética, engenharia, sonoplastia, moda.

O nativo de Simha nasceu para conhecer a si mesmo e a ganhar um brilho cada vez maior.

Isso porque, na mitologia hindu, Ravi, o regente de Simha, simboliza a alma e a beleza. Desse modo, além de existir externamente, na forma do Sol, Ravi também vive dentro de cada ser humano. Seu brilho intenso é o reflexo da grandeza das três divindades principais - Brahma, Vishnu e Shiva.

Outro atributo de Ravi é a vaidade. Quando deseja conquistar uma mulher - deusa ou mortal - Ravi se enfeitava todo, com vestes vermelhas, muitos colares e braceletes de ouro e rubi. Então, ia ao encontro da amada na sua carruagem de dossel dourado e a seduzia.

Conseqüentemente, a mulher nascida sob este signo é sedutora e vaidosa. Gosta de se vestir de maneira luxuosa e ama as jóias - quanto mais valiosas, melhor. Aliás, ela adora ostentação, pois acredita que o luxo é o mais eficiente imã para atrair o sucesso e a prosperidade.

A criatividade é o ponto forte do nascido em Simha. Tem um talento incrível para inventar coisas novas e costuma se destacar na área artística.

Sua habilidade em encontrar soluções satisfatórias para diversos problemas também é notável: com charme e autoconfiança, sempre consegue o que quer.
Em geral este nativo, possui uma personalidade forte e marcante, se destaca quando ocupa cargos de liderança e não se detém diante dos obstáculos.

Costuma colocar a carreira em primeiro lugar e só se sente realizado, quando alcança notoriedade e uma ótima situação financeira.



Kanya



17 de setembro a 17 de outubro

Deus regente: Budha (associado ao planeta Mercúrio)

Pedra: Ametista

Números: 6, 42, 222

Palavra-chave: Disciplina

Áreas em que mais se destaca: Economia, jornalismo, oftalmologia, contabilidade, administração doméstica, enfermagem, veterinária, gerenciamento, farmácia, nutrição, secretariado.

Dona de um caráter firme e correto, o nativo de Kanya age sempre de maneira honesta e não admite mentiras ou traições.

Isso porque Budha, regente de Kanya, atua como guardião da verdade e dos conhecimentos, além de ser o deus da comunicação.

Enquanto a pessoa nascida sob o signo de Mithuna herda o lado mais leve e descontraído de Budha, a nativa de Kanya absorve seu aspecto mais profundo e observador.
Isso faz com que ela se destaque pela sua capacidade de analisar qualquer assunto de maneira sábia e aprofundada e lhe confere um agudo senso crítico.

A pessoa regida por Kanya é muito ligada em detalhes. Ela gosta de manter suas coisas bem arrumadas, costuma encher a casa de miniaturas e busca a perfeição em tudo.

Aliás, tem uma habilidade especial para o artesanato, pois consegue criar peças minuciosamente perfeitas e não deixa passar a mínima falha.
É disciplinada, tímida e discreta. Tem um jeito sério e responsável, graças ao qual inspira seus superiores.

Isso garante sua rápida ascensão profissional e a possibilidade de realizar todos os seus objetivos.

Mas o maior mérito do nativo de Kanya é conseguir tudo o que quer por meio de muito trabalho, esforço e persistência.


Tula




de 18/10 a 16/11

Deus regente: Sukra (associado ao planeta Vênus)

Pedra: Quartzo rosa

Números: 7, 25, 214

Palavra-chave: Harmonia

Áreas em que mais se destaca: Decoração, arte dramática, secretariado, paisagismo, sociologia, diplomacia, produção de moda, fotografia, advocacia, comércio, desenho industrial.


Na mitologia hindu, Sukra, regente de Tula, é o instrutor de demônios. Ele se opôs a Brihaspati, o instrutor dos deuses, e atraiu a ira dos senhores do mundo. Mas se livrou de ser cruelmente castigado, pois os deuses perceberam que ele havia agido de coração puro.

A pureza, aliás, é uma das marcas da personalidade do nativo de Tula, que está sempre disposto a acreditar nas boas intenções das outras pessoas e não consegue agir de maneira maliciosa.

Com esse temperamento confiante e sincero, porém, a pessoa nascida sob o signo de Tula acaba sendo vítima de gente mal-intencionada, que se aproveita da sua disposição para ajudar e servir. Então, desiludida, ela pensa em se isolar e fechar seu coração para o amor e para os amigos. Mas essa depressão não costuma durar muito tempo: a alma alegre do nativo de Tula logo rejeita o desânimo e foge dele.

O nativo de Tula é amoroso, elegante e cheio de charme.

A mulher de Tula se interessa por todo tipo de arte. Em geral, tem talento para dança e as artes plásticas. Desenhar, pintar e ouvir música são alguns dos seus passatempos favoritos. Muito vaidosa, ela gosta de cuidar dos cabelos e de usar roupas bonitas e perfumes de boa qualidade.




Vrischik




De 17 de novembro a 16 de dezembro

Deus regente: mangala (associado a Marte)

Pedra: Ônix

Números: 8, 71, 206

Palavra-chave: Mistério

Áreas em que mais se destaca: Psicologia, investigação particular, advocacia criminalista, literatura, sexologia, carreira militar, medicina cirúrgica, ginecologia, fotografia, direção de teatro.


O nativo de Vrischik é sensual, misterioso e envolvente.

Regida por Mangala, o mais viril dos semi-deuses hindus, a pessoa nascida no período de Vrischika possui qualidades como a coragem, a capacidade de enfrentar desafios, a firmeza de caráter e a beleza.

Em geral, esse nativo é dominador e exige que os parceiros satisfaçam todas as suas vontades e seus caprichos. É altivo e orgulhoso, mas também sabe agir com humildade e admitir os próprios erros.

Outro atributo é a sabedoria. Justo e correto, jamais tira conclusões precipitadas e não costuma fazer críticas gratuitas. Dotado de uma profunda capacidade de análise, não se deixa levar pelas aparências e raramente se engana. Também é muito intuitivo.

Num primeiro encontro, já capaz de captar o verdadeiro caráter da pessoa que acaba de conhecer.

Com o seu olhar profundo e perscrutador, ele mexe com as emoções daqueles que o cercam, chegando mesmo a intimidar.

A mulher de Vrischik possui um temperamento irado e vingativo: em geral, guarda rancores e só fica tranqüila quando retribui uma ofensa da qual tenha sigo vítima.




Dhanuh
17 de dezembro a 14 de janeiro

Deus regente: Brihaspati (associado ao planeta Júpiter)


Pedra: Quartzo branco

Números: 9, 27, 180

Palavra-chave: Idealismo

Áreas em que mais se destaca: Advocacia, serviço de bordo, educação física, medicina veterinária, filosofia, carreira acadêmica, produção de arte e espetáculos, turismo, tradução, pedagogia.


O nativo de Dhanuh é extrovertido e descontraído, mas também maduro e sóbrio.


Brihaspati é representado pelos artistas o representam como um belo jovem de pele clara e olhos escuros, com chifres na cabeça, sete bocas e cem asas transparentes. Usa sobre os ombros um manto dourado bordado com pedras preciosas, símbolo da sua grandeza e majestade. Sua função era ensinar Indra, o senhor dos deuses, a reconhecer o valor da fé e da penitência. Brihaspati mostrava aos deuses a necessidade de recompensar os humanos merecedores de graças especiais.

Por isso, a fé é um valor muito importante na vida do nativo de Dhanu. Nos momentos de crise, ele costuma buscar apoio na oração. E nutre o maior interesse por todos os tipos de religião, de grupos esotéricos e de filosofia.

Amante dos estudos e das leituras, costuma devorar livros, revistas e jornais nas horas de lazer.

Também gosta de viajar, conversar com amigos e organizar festas bem movimentadas.

É muito querido, mas tem alguns desafios importantes a vencer: aprender a ser menos exagerado, evitar as mentiras e não confiar demais em pessoas que não conhece bem. Isso porque é otimista por natureza e sempre acha que todo mundo é bonzinho, o que gera decepções.



Makara




De 15 de janeiro a 13 de fevereiro


Deus regente: Sani (associado ao planeta Saturno)

Pedra: Malaquita

Números: 10, 109, 316

Palavra-chave: Determinação

Áreas em que mais se destaca: Corretagem de imóveis, carreira bancária, geologia, engenharia civil, biblioteconomia, ortopedia, odontologia, arqueologia, administração de empresas.


O nativo de Makara é a personificação do trabalho e da honestidade.

Savi, o regente deste signo, é um dos filhos de Ravi, o Sol. Ele não suportava viver perto do pai, que o sufocava com seu brilho e calor. Então, fugiu de casa e se escondeu na floresta, onde todos os dias prestava seus ritos de adoração ao deus Shiva. Satisfeito, Shiva concedeu a Sani o dom da imortalidade e o transportou para o céu, onde ele assumiu a forma de um planeta (Saturno).

Assim como Sani, a pessoa nascida sob o signo de Makara não se acomoda em situações insatisfatórias. Luta com toda a garra para alcançar seus objetivos e é muito ambiciosa. Acha impossível ser feliz sem uma situação material estável.

Para o homem desse signo, o dinheiro compra a felicidade, sim. E ainda entrega em casa!

Séria e reservada, a mulher de Makara costuma falar pouco sobre si mesma. Mas é uma amiga em tanto, que ouve atentamente os desabafos das companheiras e procura dar conselhos construtivos a quem recorre à sua sabedoria. Paciente é perfeita para tomar conta de crianças, se dedica inteiramente à família, pois dá muito valor aos laços de sangue.

Quando atinge a maturidade, o nativo deste signo costuma manifestar interesse pelos assuntos espirituais. As religiões mais antigas e tradicionais são as que atraem sua atenção. Acredita na imortalidade da alma, e seu maior desejo, é garantir uma existência feliz e serena em outros planos. Segurança total é o seu lema.


Kumbha



14 de fevereiro a 14 de março
Deus regente: Sani (associado ao planeta Saturno)

Pedra: Safira

Números: 2, 11, 209

Palavra-chave: Fraternidade

Áreas em que mais se destaca: Astrologia, publicidade, análise de sistemas, jornalismo, assistência social, engenharia de aeronaves, dramaturgia, cinegrafia, política, magistério, astrofísica.

O nativo de Kumbha é a melhor amigo que uma pessoa pode ter. Alegre e comunicativa, simpática e fraternal, está sempre pronto a atender às solicitações das pessoas queridas.

É regido por Sani, o poderoso filho do Sol que se transformou no planeta Saturno.
Dele, esse nativo, herdou o forte senso de responsabilidade e a firmeza de caráter.

Amante da modernidade, ela aprecia tudo o que esteja relacionado à ciência e à tecnologia. Gosta de lidar com computadores e de dirigir carros velozes.

Inteligente, aprende qualquer coisa em tempo recorde. Também é muito temperamental e não suporta ser contrariado. Mas suas zangas passam rapidamente.
A versatilidade é uma das principais características do nativo desse signo. É capaz de se adaptar a qualquer situação e sempre encontra as melhores saídas para os problemas do dia-a-dia, principalmente no setor profissional.


Simpático e gracioso, cativa a todos com sua sinceridade e seu jeito amável e solícito.
Tem facilidade para se comunicar e adora lidar com o público. Interessado nas causas sociais, costuma organizar mutirões para beneficiar a comunidade.




Mina




15 de março a 14 de abril

Deus regente: Brihaspati (associado ao planeta Júpiter)

Pedra: Água-marinha

Números: 12, 93, 129

Palavra-chave: Profundidade

Áreas em que mais se destaca: Oceanografia, dramaturgia, arte dramática, assistência social, teologia, medicina, enfermagem, magistério, acupuntura, fotografia, psicoterapia.

Regida por Brihaspati, o mestre dos deuses, o nativo de Mina atribui grande importância aos valores espirituais. É sábio e costuma dar conselhos valiosos aos amigos e parentes, que sempre o procuram nos momentos de dificuldade.

Mas, quando se trata de decidir os rumos da sua própria vida, o nativo de Mina se revela vacilante e indeciso. E só supera as dúvidas ao ouvir sua voz interior. É que no fundo do coração, sempre sabe qual é a melhor saída.
Sensível, esse nativo, se deixa governar pelas emoções. Costuma se comover com o sofrimento alheio e é capaz de derramar rios de lágrimas quando depara com uma cena triste.

Por isso mesmo, jamais nega ajuda a quem está precisando. No entanto, quando se sente ludibriado, pode se transformar numa fera. Dificilmente perdoa uma desfeita e, quando cisma de se vingar, nada nem ninguém pode detê-lo.


Mas em geral, costuma se dedicar mais à religião e a obras de caridade do que a revanches. Na fé, encontra o apoio de que precisa para enfrentar as dificuldades cotidianas. E ao agir generosamente, se sente digna e realizado.
Esse nativo é também muito sonhador. Só precisa desenvolver à força de vontade, de modo que suas mais doces ilusões possam se transformar em realidade.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores