ATENÇÃO!

Todos os textos aqui presentes são da minha autoria à excepção daqueles cuja FONTE é devidamente indicada.
Não copie sem indicar a devida fonte "Essência da Magia" ou o devido Link.

All rights reserved, please do not copy my writings except those whose source is present.

sábado, 16 de abril de 2011

Magia negra e magia branca

O bem atrai o bem

Posted by: Aril Aislin



É sempre aconselhável realizar reiki para uma pessoa que se interesse sobre energias, aprende a senti-las e a fazer "limpeza" do corpo e da mente que é essencial em wicca, quando estamos limpos estamos mais calmos e podemos ter melhor a noção do que se passa à nossa volta, distinguir melhor as energias, e outra coisa essencial a aprender é a contactar os nossos guias espirituais (existem mesmo e ajudam-nos em situações de indecisão ou desespero, são como vozes na nossa cabeça que nos dizem o que fazer ou que caminho a seguir), é claro que nem todos os aprendizes têm os níveis psíquicos apurados - tal facto realiza-se através do terceiro olho, existente acima da linha das sobrancelhas - que nos permitem ter o "instinto", pressentindo alguma coisa, e mais tarde, com prática, até ver algo que os outros não vêem. Tudo isso é possível apenas com meditação (seguida de música calma, concentração adequada e saber o que imaginar), tal exercício que se aprende no nivel I de reiki, o que aconcelho a realizar pois não só ensina e informa como o terapeuta ainda irá desvirgindar cada pessoa, tornando-a mais apta e sensitiva.


Existem algumas regras a ter em conta, que são importantíssimas:


Nada deverás fazer para prejudicar ninguem independentemente do que os outros façam.
Tudo o que fizeres de mal, voltar-se-á para ti a triplicar, assim como vice-versa (se realizares o bem, o mesmo se voltará para ti a triplicar)
Não deverás influenciar ninguem a tornar-se wicca negligenciando a sua religião nem deverás olhar para a religião wicca como única.


Acontece que estas regras são incluídas na íntegra, tanto na wicca branca como negra, e por vezes, no meio de tanta informação e confusão, poderás nem conseguir distinguir uma da outra, mesmo que te convencas a ti próprio que nao farás nada de mal nem para prejudicar ninguem, acabarás por fazer, a alguem ou a ti mesmo...




Se estiveres a procurar informação teórica ou sobre rituais, assim que sentires que estás a ser puxado/a para tal mesmo sem completa fé, é logo um sinal de que o que estás a ler ou ouvir nao é o indicado para ti, acredita sempre nos teus instintos quando te encontras em paz! - Sim porque só poderás realizar e aprender se estiveres em paz com o mundo e contigo mesmo, senão só chamarás más energias e outras coisas más que te prejudicaram no exercício.
Se o que estiveres a ler falar em "deus Chifrudo" então também se está a dirigir a wicca negra...
Qualquer magia, mesmo dizendo explícitamente que é branca, que for utilizada por um coração angustiado, com raiva ou em sofrimento, atraírá magia negra, e deixará de ser branca, por muita fé, concentração e inteligencia tenha o praticante.







A wicca branca nunca influencia a pessoa, deixa sempre que o passo a seguir seja do crente. Assim funciona também o resto do mundo, sendo muito mais fácil seguir o caminho negro (ou do mal) porque o mesmo se mostra facilmente e possuir um poder de atracção nalgumas pessoas.

2 comentários:

  1. Obrigada pela informação!
    Já trabalho como terapeuta, tenho fortes ligações ao mundo espiritual e energético. Actualmente trabalho directamente com os senhores do karma e com a grande fraternidade branca.
    Apesar de praticar yoga, meditar e fazer alguns rituais de purificação xamânicos, sinto que falta algo para me completar. À alguns meses comecei um trabalho interno de conexão com a deusa interior. Descobri que ela é Celta e isso levou-me (sem dar por isso) à wicca.
    Vou começar um curso online - que penso ser uma introdução ao tema, mas entretanto encontrei o teu blog e tem-me ajudado imenso a aprender e descobrir mais, pois penso que algumas das filosofias são rigidas.... e eu não gosto que me imponham regras!
    :)
    Obrigada e boa continuação!
    Abraços, Sara Soldado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pela sua mensagem no blogue :)
      Também gostaria imenso de iniciar um curso, pois todas as experiências são muito importantes, e valem sempre a pena. Também não suporto que me imponham regras, e por vezes não as seguimos porque no nosso inconsciente, sabemos que não são necessárias...
      Um conselho que dou é que, para além do que se aprende nos cursos, é importante aprender/ouvir o que já sabemos interiormente. O nosso consciente, à partida, não nos deixa aceder a toda a informação, sendo por isso necessário treinar a nossa inteligência interior para aceder ao conhecimento...
      Alguns artigos deste blogue foram escritos quando tinha entre dezasseis e dezassete anos, eram pessoais e escrevia como se estivesse a falar para mim mesma, com base em associações e aquilo que mais acreditava ser real. Ao início parecia infantil, inútil e incoerente... mas na verdade, este exercício mental, que se manifestava através da escrita, era uma forma de aceder ao conhecimento interior, que é aprendido actualmente em vários cursos. Às vezes, não estamos a aprender, mas sim a "acordar".

      Eliminar

Seguidores